Capa / SIAMFESP em Ação / Visita Técnica SENAI – Indústria 4.0 para as Empresas Associadas ao SIAMFESP

Visita Técnica SENAI – Indústria 4.0 para as Empresas Associadas ao SIAMFESP

O SIAMFESP participou no último dia 6 de novembro da Visita Técnica ao Senai, promovida pela Divisão de Serviços, da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), com o objetivo de apresentar as instalações e atividades que o Senai vem desenvolvendo para aprimoração da Indústria 4.0.  Participaram do evento recepcionando às empresas Associadas o Gerente de Tecnologia SIAMFESP ,  Roney Honda Margutti e a Coordenadora de Comunicação, Wilmara Nunes.

O SIAMFESP além dos representantes do Sindicato também levou 28 empresas associadas para o evento. Os visitantes foram recebidos pela equipe da Unidade “Armando de Arruda Pereira”, localizada em São Caetano do Sul. A abertura foi feita pelo diretor Regional do Senai, Ricardo Terra, pelo diretor da Unidade, Osvaldo Luiz Padovan e pelo diretor Titular Adjunto do Departamento Sindical e de Serviços – Divisão de Serviços, Carlos Bittencourt.

Para Terra é muito importante essa “química” entre os Sindicatos e o Senai. “Sendo escola da indústria o Senai tem por obrigação e por incentivo do nosso presidente Paulo Skaf,  atuar em duas grandes linhas, que são a educação e o investimento em tecnologia e inovação.”

O Senai atua em um conjunto muito grande de serviços, desde questões vinculadas a melhorias de processos, rumo ao 4.0, passando por questões vinculadas a inovação, como um edital de inovação fomentado pelo Senai, com financiamento a fundo perdido para empresas, e plataformas de tecnologia que podem fazer desenvolvimento de novos produtos. “Nós criamos esse programa indústria paulista mais competitiva” alicerçado nesses três pilares que eu comentei. Se forem até 120 horas e forem associados dos Sindicatos e base de contribuição do Senai, o valor é de 21 mil reais dividido em 10 vezes, para 120 horas, mas muitas empresas com 70 ou 80 horas a gente consegue gerar os ganhos necessários para a empresa.”

Osvaldo Padovan  explica que para ajudar as empresas a entrar no mundo 4.0 é preciso, no primeiro momento, se especializar e conhecer um pouco mais sobre os conceitos 4.0. “Entendendo os conceitos conseguimos desmistificá-los um pouco e fazer as aplicações para as empresas. O nosso intuito nesse momento é que você consiga transformar uma tecnologia e aplicá-la de uma forma que a empresa consiga rapidamente trazer lucros e ganhos de produtividade para ela. Nós damos direcionamento para as empresas, principalmente para as pequenas e médias empresas e fazemos de uma forma que a construção seja feita pelo Senai e pela indústria.”

O assessor Técnico da Diretoria Técnica do Senai-SP, Clecios Vinicius Batista e Silva, explica que a indústria  4.0 é uma evolução de onde a indústria está hoje, o que permite ganhos de produtividade, diminuição de custos e a possibilidade de produzir um volume cada vez mais diferenciado de produtos, em um maior número de “partes numbers”  mantendo os custos muito controlados.

Ele diz que não é fácil controlar esses custos,  mas o  “importante é que é possível fazer de forma gradual, é possível fazer passo a passo em um processo, dependendo do tamanho da empresa entre 6 meses e dois anos.”

Os visitantes assistiram a uma apresentação sobre o que é a indústria 4.0 e o trabalho do Senai e depois fizeram uma visita monitorada ao laboratório aberto da Indústria 4.0.

Acesse o Facebook do SIAMFESP e veja como foi a visita técnica – Clique Aqui! 

 

Fonte: Comunicação SIAMFESP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SIAMFESP