Normalização

Mercado ganha norma inédita de Ferragens para Vidros

21/10/2019

Norma INÉDITA de Ferragens para Vidros

221 norma inédita ferragens

O setor de Ferragens para Vidros deverá ganhar em breve uma norma exclusiva. O objetivo é adequar a classificação de códigos de ferragem, tamanho e peso dos vidros, de forma a evitar problemas na montagem desse tipo de estrutura. A nova norma está em fase de aprovação pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Você deve estar se perguntando, para que criar uma nova norma, se o Inmetro acaba de informar que não exigirá mais a Certificação, que os setores deverão se autorregular. Realmente, o novo Modelo Regulatório do Inmetro prevê essa mudança, no entanto essa regulamentação compulsória se baseará em uma referência técnica de anuência, ou seja, o Inmetro utilizará essa norma como referência para a autorregulação.

A ideia de criar uma norma para o setor de Ferragens para Vidros surgiu em 2010. A proposta foi apresentada ao SIAMFESP, que em parceria com a ABRAVIDRO iniciou os estudos em 2012. Ao todo, explica o gerente de Tecnologia do Sindicato, Roney Margutti, foram seis anos até que fosse possível concluir o trabalho. “Não havia qualquer referência. Tínhamos uma página em branco. Criamos cada detalhe. É uma norma totalmente focada no nosso mercado e suas demandas.”

O especialista diz que a grande vantagem é que as especificações permitem identificar de quem foi a responsabilidade por um possível acidente. “Ela estabelece a espessura do vidro, os furos que devem ser feitos para que a estrutura suporte o peso do vidro. É algo muito completo. Temos certeza que será um grande avanço, já que não havia qualquer orientação desse tipo”.

Após a fase de aprovação pela ABNT o mercado passará a ter uma referência técnica. “Todos os testes foram feitos em laboratórios, de forma que ao entrar em vigor, a nova norma será facilmente aplicada, pois utilizamos como base as empresas que estão operando no mercado.”

As empresas associadas interessadas em conhecer o que prevê a nova norma poderão entrar em contato com o SIAMFESP, para tirar dúvidas e conhecer melhor o material. Após a aprovação por parte da ABNT a norma seguirá para Consulta Pública e posterior entrada em vigor.

Fonte: AZM Comunicação

Veja a lista completa